Vírus da Covid-19 pode nunca desaparecer, tal como o VIH, alerta Organização Mundial de Saúde

0
1616

Michael Ryan, da Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou na quarta-feira, em conferência de imprensa, que é difícil antecipar quando o vírus da Covid-19 deixará de existir. Este pode mesmo nunca desaparecer por completo, como de resto aconteceu com o VIH.

“É importante colocar isto em cima da mesa: este pode tornar-se outro vírus endémico nas nossas sociedades, e pode nunca vir a desaparecer. Não deve haver promessas nem datas. O VIH, por exemplo, não desapareceu, mas conseguimos enfrentá-lo”.

Já esta semana o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças avisou que o mais provável é que alguma eventual vacina só chegue em 2021. E, mesmo assim, não se saberá se as vacinas irão proteger apenas por uma temporada, como as vacinas da gripe, ou por mais tempo.

Vereador e médico da Póvoa alerta para “risco de segunda vaga”
De resto, opinião semelhante manifestou o vereador do PS da Câmara da Póvoa de Varzim, Miguel Fernandes, que também é médico:

“Será sempre preciso pelo menos 1 ano para haver vacina. O que acho que vai acontecer é o surgimento de um medicamento que evite a multiplicação do vírus, dando uma segurança muito maior. Essa esperança e expectativa eu tenho, enquanto profissional de saúde, embora não saiba dizer quando”, disse, lembrando o perigo de não utilizar as máscaras: “O grande problema desta doença é a facilidade com que existe contágio. Uma vez que se propaga através do ar e das superfícies, há o risco de haver uma segunda vaga”.