Segunda-feira, Julho 22, 2024

Compreenda as tendências, os desafios e as oportunidades do mercado do crédito ao consumo em Portugal

Segundo os dados do Banco de Portugal, no total dos primeiros três meses de 2023, os bancos e instituições de crédito autorizadas a operar em Portugal concederam mais de 2 mil milhões de euros em crédito ao consumo aos portugueses, tornando esta abrangente modalidade financeira a mais procurada no nosso país quando o assunto é encontrar financiamento.

Pela sua abrangência, valores e prazos de financiamento, competitividade das taxas de juro, rapidez na concessão e flexibilidade, o grande “guarda-chuva” do crédito ao consumo onde se aninham uma série de modalidades de crédito com finalidades diferentes transformou-se na ferramenta que permite transformar os sonhos em realidade e descomplicar a situação financeira de muitos agregados familiares.

Que oportunidades de financiamento os consumidores podem encontrar no mercado de crédito ao consumo em Portugal?

Como já sublinhamos, o crédito em Portugal ao consumo abraça uma série de finalidades diferentes que vão ao encontro das necessidades específicas dos consumidores, como é o caso do bem conhecido crédito para obras ou o crédito automóvel, mas também outros mais desconhecidos como o crédito mobiliário e decoração.

Vejamos, em pormenor, quais as modalidades de crédito ao consumo existente em Portugal:

• Crédito Pessoal (sem finalidade)

Antes de entrarmos no universo das modalidades de crédito ao consumo com finalidade específica, começamos a nossa viagem com o famoso crédito pessoal, uma solução de crédito ao consumo que pode ser utilizado no financiamento de projetos de natureza diversa e que oferece aos consumidores valores de financiamento que se situam entre os 200 euros e os 75 mil euros e prazos de reembolso entre os 24 e os 84 meses.

Tal como acontece com os outros créditos ao consumo de que falaremos mais adiante, o crédito pessoal fixa, à partida, o prazo e a modalidade de reembolso, fator que ajuda os consumidores a gerirem da melhor forma a sua vida financeira.

Se tudo isto já fazia com que o crédito pessoal fosse o mais contratado pelos portugueses, nos últimos anos surgiu no mercado uma versão “mais leve” do crédito pessoal sem finalidade que proporciona aos consumidores montantes de financiamento e prazos de reembolso mais ajustados às suas necessidades e taxas de juro mais competitivas: o crédito simples.

Por exemplo, na Credibom, financeira de crédito eleita pelos portugueses como marca “Cinco Estrelas” em 2023, os consumidores podem encontrar um crédito pessoal que oferece montantes de financiamento entre os 5 mil e os 75 mil euros (prazos entre 24 e 84 meses) e um crédito simples com montantes e prazos que variam entre 3 mil e os 4 900 euros a serem reembolsados entre 12 e 60 meses.

Para além das mensalidades e taxas de juro fixas, na Credibom o processo de contratação é totalmente digital e ainda vem com isenção de comissões de abertura, seguro de crédito e flexibilidade na escolha da data de débito da prestação.

• Crédito para férias

Todos merecemos um descanso após um ano de trabalho duro, contudo nem sempre as nossas finanças permitem que isto se torne uma realidade.

É para o ajudar a fazer aquela viagem com que sempre sonhou ou apenas reservar um quarto à beira-mar para molhar os pés no vasto Oceano Atlântico que surge o crédito para férias, uma solução mais ajustada à finalidade “férias” que oferece, no caso da Credibom, montantes que variam entre os 3 mil e os 10 mil euros, prazos de reembolso de 12 a 60 meses e taxas desde 9,55% para a TAN e desde 13,81% para a TAEG.

• Crédito Automóvel

Da mesma forma que o crédito para férias serve para darmos novos mundos ao nosso mundo, o crédito automóvel permite-nos garantir uma mobilidade mais confortável, ajudando-nos a trocar de carro com um financiamento à medida das nossas necessidades.

Em termos de montantes e prazos de reembolso, o crédito automóvel da Credibom oferece-nos montantes que variam entre os 7500 euros e os 75 mil euros e prazos de 30 a 120 meses com taxas de: TAN de 6,05% a 10,25% e TAEG de 8,20% a 13,19%.

A tudo isto, este crédito oferece um seguro automóvel com a cobertura que o consumidor desejar.

• Crédito para obras

O tema da eficiência energética das habitações é um tema cada vez mais caro aos portugueses. Porém, como acontece com outras dimensões da nossa vida, fazer as reparações e obras necessárias a vivermos mais confortáveis durante todo o ano e pouparmos energia exige bolsos bem recheados, algo que, infelizmente, a maioria dos consumidores não tem.

Assim, para auxiliar os portugueses a efetuarem as obras que as suas habitações exigem, a Credibom coloca à sua disposição um crédito para obras cujo financiamento varia entre 5 mil e 50 mil euros, prazos de reembolso de 24 a 84 meses, taxas (TAN) de 11,10% a 12,10% e isenção de comissão de abertura de contrato;

• Crédito para mobiliário e decoração

Menos conhecido do que os anteriores, o crédito para mobiliário e decoração é, tal como o nome indica, a solução financeira ideal para quem, entre outras coisas, quer substituir a sua cozinha, comprar novos sofás ou equipar o quarto para o bebé que vem a caminho.

Para tornar tudo isto possível, a Credibom oferece financiamento entre 3 mil e 30 mil euros, prazos de reembolso de 18 a 60 meses, taxas (TAN) de 10,55% a 11,90% e isenção de comissão de abertura de contrato.

• Crédito para eletrodomésticos

Se as mobílias são caras, os eletrodomésticos não lhe ficam atrás. Para poupar energia e o ambiente com um novo frigorífico ou fogão, o crédito para a compra de eletrodomésticos é o crédito pessoal com finalidade ideal.

No caso da Credibom, este crédito garante-lhe financiamento entre 3 mil e 30 mil euros, prazos de reembolso de 18 a 60 meses, taxas (TAN) de 10,55% a 11,90% e isenção de comissão de abertura de contrato.

Artigos Relacionados

MAIS/Semanário