200 pescadores da região testados ao novo coronavírus

0
766

Já foram realizados cerca de 200 testes à Covid a pescadores de Póvoa de Varzim e Vila do Conde, ao abrigo do protocolo assinado a 3 de agosto entre a Associação Pró-Maior Segurança dos Homens do Mar e a Santa Casa de Misericórdia de Vila do Conde.

Até à data, segundo comunicado da Pró-Maior, foram infetados 10 pescadores, dos quais 3 estão recuperados e os outros em recuperação. Além destes, existem mais 5 casos, não de pescadores mas de pessoas com ligação direta à pesca.

“Há, pois, 12 infetados entre pescadores e pessoas diretamente ligadas à pesca”, pode ler-se na nota assinada pelo presidente da associação, mestre José Festas. “A situação, não sendo alarmante, deve preocupar-nos e, se nada for feito, poderá agravar-se no setor”, avisa.

A Pró-Maior considera que o Ministério da Saúde deveria promover a testagem do maior número de pescadores, num universo de 3000 existentes no norte do país.

“Tem sido anunciado que estão a efetuar 10.000 testes por dia e que esse valor será aumentado para acima de 20.000. Mas, nesta altura, os pescadores estão a realizar os testes à sua conta e tal situação acarreta um custo elevado para os próprios”.

A concluir, José Festas lembra que, no meio de todo este “alarde social”, é intenção dos pescadores colaborar com as melhores decisões e sobretudo informar a população do que se passa.

“Estamos atentos e que podemos garantir que o consumo de peixe vindo do mar, através dos nossos pescadores, continua a ser o melhor do mundo e que o podem consumir em segurança”.