Autoritário? “Também o foi fechar estabelecimentos e impedir circulação das pessoas”

“Odeio ser autoritário. Eu não quero ser autoritário, mas temos de controlar esta pandemia. Se não a controlarmos agora vamos estar daqui a umas semanas numa situação pior”.

As palavras são do primeiro-ministro, à margem de um encontro em Bruxelas com a presidente da Comissão Europeia na quinta-feira. António Costa disse que não vê diferença entre obrigar a instalar a app de rastreio Stay Away Covid e as outras medidas que o Governo tomou nos últimos meses em contexto de pandemia.

“Também foi autoritário manter os bares encerrados. Também é autoritário ter imposto o encerramento de muitas empresas. Também foi autoritário impedir as pessoas de se deslocarem para fora dos concelhos no período da Páscoa”, respondeu António Costa.

“Se me pergunta se eu gosto, não, não gosto, porque não gosto de proibições. Mas há uma coisa que eu constato: nós não podemos estar impávidos a assistir a um aumento crescente dos números”.

O governante defendeu que estas medidas são a alternativa a novo confinamento, que acarreta grande custos sociais e económicos. Além disso, a aplicação garante o anonimato e não viola dados, conclui.