CDU em ação de protesto pelo pleno funcionamento dos centros de saúde da Póvoa (vídeo)

A CDU da Póvoa de Varzim realizou esta terça feira de manhã, em frente ao principal centro de saúde da Póvoa, um protesto em defesa do pleno funcionamento de todos os centros de saúde do concelho.

Entre as palavras de ordem para “repor e melhorar os cuidados de saúde” e “a saúde é um direito, sem saúde nada feito”, a CDU distribuiu um documento à população em que exige que o Governo invista no Serviço Nacional de Saúde no seu conjunto, nomeadamente com a contratação de profissionais “que garantam o pleno funcionamento” de todos os centros de saúde ao mesmo tempo que se responde à epidemia.

A CDU afirma que é “necessária e urgente” a resposta aos problemas decorrentes do surto epidémico, mas que essa “não pode ser feita à custa da perda de valências e resposta” a todos os utentes em geral, em particular a idosos e doentes crónicos.

O cancelamento generalizado de consultas e consequente falta de acompanhamento, a impossibilidade de muitos utentes acederem a consulta de recurso, incapacidade de resposta às muitas solicitações e pedidos de esclarecimento, originando confusões e impaciência nos utentes, “não pode ser a resposta”, sublinham.

A CDU insiste que todas as Unidades de Saúde Familiar da Póvoa de Varzim (Casa dos Pescadores, do Mar, Corino de Andrade, Eça de Queirós, Terra e Mar, Ondas e Caminho de Santiago) precisam de responder “às necessidades de saúde dos poveiros”, exige o partido.