Juvenorte assinala Festa da Sardinha com oferta de almoço no Centro Social de Terroso

0
936

Os dirigentes da Juvenorte brindaram com um almoço, os utentes e profissionais do Centro Social e Paroquial de Terroso, como forma de assinalar o 15º ano do Festival da Sardinha, que teria lugar neste fim de semana, em frente ao Casino da Póvoa, não fosse as restrições impostas pela pandemia da covid-19.

Assim, a Juvenorte não quis deixar de comemorar a data de 15 de agosto. “De há também 15 anos a esta parte, por esta hora, em toda a Cidade era sentido, no ar, o nobre aroma da Sardinha Assada da Verdadeira Festa da Sardinha – A Da JUVENORTE”, sublinham os membros da associação do bairro norte.

No almoço de sábado, “o João assou as Sardinhas; a Gaivota fez o Caldo Verde; o Presidente tratou do partir da Broa – nada mudou, portanto. Em equipa que Ganha não se mexe e assim é há exatamente 15 anos” reforçou a Juvenorte que promoveu a iniciativa solidária.

Durante o repasto foi também recordado Francisco Regufe, vulto da cultura poveira falecido em julho de 2017, que escreveu músicas e letras para a Juvenorte e que esteve ligado também à instituição sediada na freguesia de Terroso.