Morto em explosão em Tui trabalhava em V. Conde

1889

Dois mortos (um casal de marroquinos) e várias dezenas de feridos são o resultado trágico da explosão num armazém clandestino de material pirotécnico, há dois dias em Tui.

De acordo com o CM, sabe-se agora que uma das vítimas, o marido, era um homem de 56 anos que trabalhava em Vila do Conde como vendedor ambulante e regressava à Galiza no fim de semana.

O casal deixa dois filhos menores.

Foto: elmundo.es