Mulher que vivia sozinha encontrada morta em casa

4417

Uma mulher de 60 anos foi esta segunda-feira, pelas 17h, encontrada morta na sua residência no Bairro Nova Sintra, Póvoa de Varzim. Vivia sozinha e os bombeiros pensam que o mais certo é que estivesse morta há pelo menos 2 dias. Não haverá indícios de crime.

“Foi o filho, que não vive na Póvoa, que deu o alerta. Ele estava desde sábado, pelo menos, a tentar contactar a mãe, mas sem sucesso. Ontem decidiu vir à Póvoa ver o que se passava”, contou ao MAIS/Semanário o comandante Francisco Nova.

Sem resposta e sem conseguir abrir a porta, o filho ligou aos bombeiros, que forçaram a entrada e se depararam com o cadáver.

O último sinal público de vida da senhora, segundo o que a vizinhança contou aos bombeiros, foi quando no sábado à noite colocou para recolha um daqueles recipientes cinzentos de reciclagem.

O corpo “não estava em decomposição” mas estava em “rigidez cadavérica”, explica o responsável dos bombeiros. A causa está por apurar mas decarta-se para já a hipótese de crime.

Depois de ontem o corpo ter sido levado ao hospital para confirmação oficial médica do óbito, foi hoje transportado para o Instituto de Medicina Legal.