O teatro vai às freguesias da Póvoa de Varzim no 14º Festival É-Aqui-in-Ócio

0
1841

O festival de teatro É-Aqui-in-Ócio vai levar a sua programação às freguesias do concelho da Póvoa de Varzim, algo inédito no historial do evento. Esta será a 14ª edição do É-Aqui-in-Ócio e vai realizar-se entre 23 de setembro e 7 de outubro.

Assim, para além da cidade da Póvoa de Varzim, o É-Aqui-in-Ócio vai-se estender à União de Freguesias da Póvoa de Varzim, Beiriz e Argivai e também à União de Freguesias de Aver-o-Mar, Amorim e Terroso.

De acordo com Eduardo Faria, presidente da associação organizadora do festival, a Varazim Teatro, esta descentralização corresponde à “democratização da cultura”. “Não podemos estar a lutar contra a centralização de Lisboa e Porto e não promover uma descentralização local, levando o teatro a mais gente nosso concelho”, considera.

“É um sonho antigo da Varazim Teatro estender o equinócio às freguesias. São só mais duas [uniões de freguesias], mas são duas que representam, se falarmos em número de freguesias, 50% das freguesias da Póvoa de Varzim”, disse.

Para Luís Diamantino, vice-presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim e vereador com o pelouro da Cultura, “cada vez mais temos de descentralizar, cada vez mais temos de sair da cidade”. “Ainda bem que a Varazim Teatro entendeu, este ano, espalhar pelas freguesias do concelho, porque vai atingir outros públicos”, afirmou.

“É o teatro que vai ter com as pessoas, nem são as pessoas que vão ao teatro”, garantiu o autarca.

Continuando o esforço pela inclusão, a maioria dos espetáculos do É-Aqui-in-Ócio vai contar com intérprete de Língua Gestual Portuguesa e com audiodescrição. O objetivo é, na próxima edição, contar com estes recursos em todos os espetáculos: “não faz sentido que eu, enquanto programador, enquanto organizador, diga quais são os espetáculos que os cegos podem vir ver ou não”, exemplificou Eduardo Faria.

O 14º É-Aqui-in-Ócio vai contar com espetáculos nacionais e internacionais, bem como uma produção da Companhia Certa, da Varazim Teatro, que vai abrir o programa. Pode consultar a programação completa clicando aqui.

Os bilhetes inteiros custam 7 euros, mas existem vários descontos disponíveis. É possível comprar no Cine-Teatro Garrett, na Worten, FNAC e CTT e também online em bol.pt