Pedro Soares vota a favor orçamento do PS em Vila do Conde e PSD fala “em sedução do poder”

0
2055

Continua a diferença de opiniões entre os social-democratas de Vila do Conde. Pedro Soares, vereador eleito pelo PSD votou, na passada segunda-feira, favoravelmente o orçamento de 71 milhões de euros proposto pelo PS. Na sexta-feira, a concelhia do PSD veio a público denunciar “a atitude despesita deste executivo” e de “irresponsabilidade financeira”.

Pedro Soares explicou o seu voto. “Foi um processo de diálogo com o presidente da CMVC, ao longo das últimas semanas, que permitiu a colocação de várias rubricas e dotações orçamentais no Plano e Orçamento de investimentos que tínhamos colocado como prioridades nas últimas autárquicas”, apontando entre elas a elaboração do Projeto Ecovia do Ave Fase. Para os próximos dias, o autarca promete divulgar outras rubricas e dotações orçamentais.

Em sentido contrário está a concelhia do PSD, liderada por Luísa Maia, que em comunicado aponta a aprovação do documento à maioria absoluta socialista do executivo municipal, mas manifesta o seu total desacordo com as opções tomadas, como o voto do vereador Pedro Soares.

Orçamento “despesista”

Para o PSD/Vila do Conde, há uma “atitude despesista deste executivo, definindo mais endividamento para o próximo ano, com um novo empréstimo de 2,5 milhões de euros, justificados desta feita na crise, uma vez que já não pode culpabilizar as contas do anterior executivo, conforme fez há um ano para justificar o anterior empréstimo de 3,5 milhões”.

Com esta proposta, o PSD local refere que “não há constrangimento em hipotecar as gerações futuras, fazendo da dívida um instrumento ao serviço dos fins eleitorais de quem procura servir-se do poder para o manter”, apelidando o executivo de “uma irresponsabilidade financeira”.

Para Luísa Maia, presidente do PSD/Vila do Conde, o voto favorável do vereador Pedro Soares vem reiterar “a decisão de retirada de confiança política, anunciada no Plenário de 7 de outubro último, pela Comissão Política do PSD Vila do Conde, antecipando já cenários que agora se vieram a constatar com a perigosa sedução do charme do poder”.

O Orçamento Municipal e as Grandes Opções do Plano para 2023 foi aprovado por maioria, com os votos a favor dos vereadores do PS, PSD e da vereadora independente, mas com os votos contra dos dois vereadores do movimento NAU.