Políticos e escritores da Catalunha com presença garantida no ‘Correntes’

293

A cerca de dois meses da 21ª edição do Correntes d´Escritas, algumas pontas do véu já vão sendo levantadas. O encontro de escritores de expressão ibérica vai ter forte presença catalã. A Póvoa de Varzim vai receber nessa altura, em fevereiro, não só autores e obras locais, como também autarcas da Câmara Municipal.

As novidades foram transmitidas pelo vice-presidente da autarquia poveira, Luís Diamantino, à margem da última reunião de executivo, realizada ao final da tarde de terça-feira.

“Vamos ter escritores catalães. Estive reunido em Barcelona com o Instituto Ramon Llull, equivalente ao Instituto Camões, e combinei com a sua diretora que iremos ter aqui na Póvoa alguns autores da cidade. E vamos ter ainda uma exposição que já passou em Montevideu sobre a literatura catalã”, adiantou o também vereador da Cultura.

“Estive igualmente reunido com o vice-presidente da Câmara de Barcelona e vamos ter um intercâmbio com a cidade, ou seja, os seus autarcas agora virão cá. Eles entendem que o Correntes d´Escritas é uma porta de entrada em Portugal da cultura de Barcelona e, para a Póvoa, isso é dignificante”.

Foto arquivo de José Alberto Nogueira

.