Presidente do Futebol Popular da Póvoa continua mais 3 anos pelo “dever moral” de ajudar na retoma (fotos)

“Valeu e continua a valer a pena”. Foi esta a principal mensagem do presidente da Associação de Futebol Popular da Póvoa de Varzim, na tomada de posse. Referia-se ao trabalho desenvolvido por todos em prol da competição desde o seu início, há 39 anos, até aos dias de hoje.

O presidente António Pereira e sua equipa diretiva vão continuar a liderar os destinos do futebol local pelo menos até 2023. Algo que até nem estava inicialmente nos planos. Na tomada de posse, realizada na noite de quarta-feira na sede da associação, António Pereira lembrou que, há três anos, afirmou que esse seria o seu último mandato, porque “tudo tem um fim”. A direção até chegou a realizar duas assembleias para apresentação de listas mas a verdade é que “nada aconteceu”, pelo que “o dever moral falou mais alto” no sentido de ajudar a retomar o futebol Interfreguesias neste “momento difícil” de covid-19.

Campeonatos depois do verão

Por isso vai continuar, e de vontade revigorada. “Valeu a pena o esforço, o carinho e fervor desportivo que afincadamente coloquei nesta movimentação desportiva. Muitos foram os momentos amargos, mas muito mais foram os carinhos de amizade recebidos e a ver a felicidade da juventude a praticar o futebol popular”, proferiu.

“A vivência do dia a dia, do qual surgem problemas, é um trabalho de equipa. Desde o presidente ao elemento do pequeno grupo de trabalho, passando pelas comissões de disciplina, arbitragem, e supremo de justiça, todos têm um papel a desempenhar e a sua quota-parte nos êxitos duma associação”.

A terminar, avisou: “Nada vai ser como antes da pandemia mas em breve teremos a movimentação desportiva tão desejada em todo o concelho”. De resto, a retoma dos campeonatos deverá acontecer depois do verão, se o contexto sanitário o permitir.

Nesta cerimónia, foi ainda descerrada a galeria de gratidão “Aos Ilustres do Interfreguesias”, que, assim, veem o seu nome perdurar na história da prova.

Presidente de Câmara fala em “movimento desportivo único” mas deixa aviso

Aires Pereira, presidente da Câmara, salientou um movimento desportivo “único no país” por onde já passaram milhares de crianças, jovens e adultos. “São 39 anos de dedicação e com muita gente que fez profissão no desporto a partir daqui, incluindo no dirigismo”.

Mas também avisou, referindo-se a eventuais cenas de violência ou falta de desportivismo: “No dia em que for preciso chamar a polícia, isto acaba na hora. O Interfreguesias é um encontro entre pessoas do mesmo concelho e o que se passa no campo deve ficar lá dentro”.