Projeto ‘Embrulha’ chega a 50 restaurantes da Póvoa para evitar desperdício

O município da Póvoa de Varzim, em parceria com a Lipor, quer reforçar a sua atuação em matéria de redução do desperdício alimentar e avança com o ‘Embrulha’. O mote é simples: “Quem não come tudo, Embrulha!”.

A apresentação do projeto foi ao início de tarde desta sexta-feira no Garrett, na presença de Aires Pereira, presidente da Câmara da Póvoa de Varzim, e neste caso como presidente da Lipor.

A Lipor explica, em comunicado: “Ir almoçar e jantar a um restaurante e as suas sobras acabarem no lixo já não é desculpa!”. Com o ‘Embrulha’ pretende-se promover a redução do desperdício alimentar, disponibilizando gratuitamente embalagens biodegradáveis aos restaurantes aderentes, incentivando os seus clientes a adotar hábitos de consumo sustentáveis.

“Quando desperdiçamos comida, estamos igualmente a desperdiçar recursos tão importantes como nutrientes, solo, água, mão-de-obra, entre outros, pelo que é importante que todos adotemos comportamentos mais vigilantes, contra o desperdício”, pode ler-se na nota.

O ‘Embrulha’ foi desenvolvido para fazer renascer a cultura de aproveitar aquilo que pedimos, mas que acabámos por não consumir no restaurante, aproveitar aquilo que sobrou, garantido que os alimentos são transportados com qualidade e segurança. O ‘Embrulha’ tem-se revelado uma resposta de sucesso para a redução do desperdício de alimentos no setor da restauração.

Assim, em 2020, a Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, a LIPOR e a APHORT aliaram esforços e lançaram o “Embrulha.” em 50 restaurantes do município da Póvoa de Varzim.

“Não se esqueça: foi jantar ou almoçar fora? Não comeu tudo? Então, Embrulhe!”, apela a Lipor.