A paixão pelo futebol garante longevidade dos guarda-redes do Argivai

0
1396

Sónia Nogueira e Marco Cruz têm duas coisas em comum: O clube onde jogam e a paixão pelo futebol. Ambos são guarda-redes das equipas seniores da União Desportiva e Cultural de Argivai, Sónia com 49 anos e Marco com 47. Parar ou deixar o futebol não é para já uma opção.

Ao MAIS/Semanário, os dois jogadores explicaram o que os motiva e o que os faz não desistir do futebol, ainda que não seja fácil conciliar o desporto com o trabalho e todas as tarefas do quotidiano.

Sónia Nogueira conta como começou no Argivai, “já estive no Argivai, quando era futebol de 11 e depois saí para ir jogar futsal e regressei esta época. Inicialmente, era para ajudar a equipa, e depois houve vários fenómenos que fizeram com que eu deixasse o futebol federado e ingressasse novamente como jogadora no Argivai”.

A guarda-redes do Argivai foi uma das protagonistas da vitória dupla do Inter-Freguesias esta época e lembrou esse momento com emoção, “para mim é a realização de um sonho, porque quando eu estive cá anteriormente, nós íamos quase sempre às finais e nunca conseguíamos”. O regresso de Sónia foi para ajudar o clube como técnica na equipa feminina, mas isso rapidamente mudou, “depois passei para a guarda-redes e para mim foi quase um terminar de uma carreira em grande, mas no início só vinha para ajudar”.

Este texto faz parte de um artigo publicado na semana passada no jornal MAIS/Semanário, que pode ler na íntegra na edição papel.