“CDS da Póvoa não altera projetos a cada quatro anos conforme as conveniências eleitorais”

0
351

O CDS da Póvoa de Varzim ainda não avançou com nomes mas garante que a campanha autárquica seguirá uma agenda política em linha com o que o vem apresentando nos últimos anos.

O partido, explica o líder do CDS local Artur Castelo Branco, “tem um projeto e defende uma visão para a cidade e o concelho há vários anos, apresentada nas sucessivas anteriores candidaturas. Por conseguinte, as propostas, grosso modo, serão um contínuo, com algumas inovações em face das novas conjunturas e evolução do concelho. O CDS não altera, como outros, as suas propostas e projetos para a Póvoa a cada quatro anos, conforme os candidatos e conveniências eleitorais”.

O CDS, na “altura própria, irá apresentar-se ao eleitorado com candidaturas fortes e com propostas políticas que considera serem as melhores para os poveiros”.

O dirigente acredita que “as boas ideias serão mais benéficas para a Póvoa de Varzim que obras, betão, inaugurações e subsídios ou cortes de fitas, como massificações com outdoors e de autopromoções narcisistas em redes sociais, pagas por quem tem um grande orçamento mas é parco em ideias”, conclui.