Detido homem que cometeu crimes em Vila do Conde

0
847
Foto: Polícia Judiciária

Foi apanhado esta terça-feira (25) um homem que segundo a Polícia Judiciária (PJ) pertencia a um grupo criminoso “responsável pelos crimes de homicídio, na forma tentada, extorsão, tráfico de estupefacientes, detenção de armas proibidas e furto qualificado”, escreveu a PJ no site oficial. Os crimes tiveram lugar em Vila do Conde e na Maia.

Este homem, que foi detido em Madrid, estava a ser procurado desde 2021, ano em que praticou estes crimes. A operação que já tinha sido concluída, foi levada a cabo pela Diretoria do Norte da Polícia Judiciária, em articulação com a Unidade de Cooperação Internacional Europol e com as autoridades espanholas.

A organização criminosa da qual o detido fazia parte estava sobe investigação desde abril de 2021, quando um comerciante de Vila do Conde, foi abordado para pagar por uma “taxa” por cada caixa de produtos têxteis que vendesse no estabelecimento do qual era proprietário. Depois de se ter recusado a pagar foi abordado mais duas vezes, e ameaçado de morte, caso não cumprisse o que lhe foi exigido. Em finais de agosto de 2021, esse homem foi violentamente agredido.

Em fevereiro de 2022 foram localizadas, numas antigas instalações fabris, na Maia, quatro estufas destinadas à produção industrial ilícita, de liamba.

Na altura, foram detidos seis suspeitos, já condenados a penas entre os 5 e os 7 anos, e apreendidos 2.077 pés da planta canábis sativa, com o peso de 276 quilos, vários outros elementos de prova, relativos à produção e tráfico de estupefacientes, uma arma de fogo e respetivas munições, documentos de identificação, dezenas de passaportes falsos e vários milhares de euros em numerário.

O detido, de 38 anos, que na altura estava ausente de Portugal, foi presente à autoridade judiciária competente tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.