Diretores demissionários da Direção do Varzim obrigam clube a pagar mais de 1,2 milhões de euros em 6 meses

0
20468

Edgar Pinho, Luís Suarez de Oliveira, Dennis Moreira, João Monte, Manuel Miranda e Daniel Beleza, diretores que pediram a demissão dos cargos da Direção do Varzim SC a 4 de janeiro, realizaram a 29 de dezembro uma escritura, onde declaram que o Varzim Sport Club lhes deve mais de um milhão e duzentos mil euros (total 1.212.095,01).

No documento que o MAIS/Semanário teve acesso, e no qual assinaram ao mesmo tempo, na qualidade de credores e diretores, é referido que o Clube deverá restituir o dinheiro a cada uma das seis pessoas “no prazo máximo de 6 meses, a contar da presente confissão de divida, e não vence quaisquer juros”.

Na escritura pode ler-se que o Varzim SC deve a Edgar Pinho, presidente demissionário, 832.970,51 euros, a Luis Suarez Oliveira, 35.450,00 euros, Dennis Moreira, 5.000,00 euros, João Monte, 40.000,00 euros, Manuel Miranda, 145.075,00 euros, à empresa Teoria Curiosa, 57.000,00, à empresa New Sky Systems Lda, 96.700,00, e à empresa Arcade Desire Lda, 54.823,27 euros.

Os ex-dirigentes declararam, ainda na escritura realizada num Notário em Esposende, que caso o Varzim venda o seu património imobiliário e para o qual receba em troca qualquer quantia em dinheiro, “deverá com o dinheiro recebido, pagar no prazo de quinze dias a contar do seu recebimento as indicadas dividas ou parte delas, caso o dinheiro recebido não chegue para cobrir a totalidade das mesmas”.

Recorde-se quem em comunicado de 4 de janeiro último, os seis diretores da Direção e que na altura estavam em exercício de funções, informaram da sua demissão em bloco, e assinalaram que suspenderam a 21 de dezembro de 2023 qualquer financiamento ao Varzim Sport Club.