“Não podemos separar as famílias no Natal como fizemos na Páscoa”

0
2203

As medidas de combate à pandemia para o período do outono/inverno só serão reveladas pela DGS na próxima semana. Mas uma certeza já se pode extrapolar a partir das palavras do primeiro-ministro após a reunião com o gabinete de crise, esta sexta-feira: a circulação entre concelhos será permitida mesmo na altura das festas, ao contrário do que aconteceu em abril.

“Não podemos voltar a parar o país. Não podemos voltar a privar os jovens do acesso à escola; não podemos deixar que os idosos nos lares fiquem sem as visitas dos seus entes queridos; não podemos separar as famílias no Natal como fizemos na Páscoa”.

A situação atual é séria, até porque na semana que vem o mais provável é que se atinjam os 1000 casos diários de Covid-19, avisou António Costa. Porém, desta vez, não haverá confinamento.

“Teve um custo social e económico enorme. Foi horrível e destruiu milhares de postos de trabalho. Se todos cumprirmos as regras básicas, conseguimos controlar a pandemia”.