Silva Campos preocupado com a pandemia: “As consequências serão profundas”

“Temos pela frente, provavelmente, os anos mais difíceis desde que assumi a presidência. O futuro é incerto”, disse António Silva Campos, presidente do Rio Ave, durante o ato de posse para o novo mandato que se prolonga até 2023.

Na cerimónia, que decorreu na noite de sexta-feira, na sede, recentemente alvo de obras de beneficiação, e apenas na presença dos dirigentes eleitos, Silva Campos afirmou que “a pandemia não desarma e as consequências serão profundas. Teremos de aprender a lidar com esta realidade para desenvolver projetos fundamentais para o futuro do clube: a Academia, a bancada nascente, os espaços de treino, o desenvolvimento do Complexo Desportivo e as suas infraestruturas”.

Apesar de antever dificuldades, Silva Campos pediu a cada um dos membros da nova Direcção “o mesmo que tenho exigido a mim mesmo ao longo destes 12 anos: rigor, dedicação total, paixão pelo Clube, coragem, determinação e ambição”.

Sobre o renovado edifício da sede, localizado na Praça da República, António da Silva Campos revelou estar emocionado por voltar a abrir as portas da sede do Clube: “Este é, para mim, um momento com um significado muito especial. A sede do Rio Ave FC é e será o espaço privilegiado do Clube na sua ligação à cidade e ao sócio”.

O prédio, com três pisos, contará em breve com a exposição dos troféus conquistados pelo clube ao longo dos seus 81 anos, tornando assim o espaço num museu do Rio Ave.  

Foto Rio Ave FC