Combate à covid-19 “não depende do Governo, nem da Câmara, mas de cada um de nós” refere Aires Pereira

No combate à covid-19, Aires Pereira, presidente da Câmara da Póvoa, voltou este sábado a lembrar que não está dependente da “decisão do Governo, nem da Câmara, mas é a uma decisão de cada um de nós enquanto cidadão que pode levar a que os números possam descer, e portanto quanto mais rápido quanto possível sairmos desta situação, melhor”.

O autarca acrescentou: “Isto tem implicações enormes no funcionamento da economia local, no campo social, no nosso bem-estar psíquico e nesta altura a situação é complicada”. As declarações foram à Rádio S. Pedro online, que hoje iniciou um novo ciclo de emissões, até 6 de janeiro, para celebrar o Natal em tempo de confinamento.

“Última semana abaixo da média”

Na entrevista, o edil confessou que “na última semana conseguimos estar abaixo da média de 100 por dia e hoje só tivemos onze, mas isto não quer dizer nada. Temos tido uma grande preocupação desde o início da pandemia com os nossos lares. Felizmente temos passado mais ou menos incólume, embora nesta altura tenhamos dois focos. Um na Misericórdia e outro em S. Pedro de Rates. A situação está controlada, não temos pessoas em situação de saúde extrema e estão de alguma maneira assintomáticos, o que nos dá alguma confiança, até quando nunca se sabe, porque o vírus tem esta característica, e de um dia para o outro começa-se a complicar”.

Aires Pereira fez um paralelo entre a primeira e a segunda vaga. “temos uma situação completamente diferente da primeira fase em que passamos um bocadinho ao lado, sem grandes incidências, e nesta estamos ao nível da Área Metropolitana do Porto com as limitações que resultam da situação epidemiológica em que estamos nos municípios de bandeira vermelha, que são aqueles de maior confinamento”.

A entrevista completa, na qual Aires Pereira aborda vários temas da sociedade e em particular do Natal na Póvoa de Varzim, pode ser vista na íntegra na página do Facebook do MAIS/Semanário.