Câmara da Póvoa projeta criação de marketplace para ajudar negócios das empresas locais

Um marketplace, um mercado em formato de loja virtual com a presença de empresas de vários setores de atividade para a venda dos seus produtos, deve entrar em funcionamento no início do próximo ano, anunciou Aires Pereira, presidente da Câmara da Póvoa de Varzim, durante o webinar e-commerce: Uma “Vacina” contra o COVID, que decorreu na tarde deste sábado.

O autarca disse que o espaço estará aberto a todos os que quiserem participar e “é uma resposta aos condicionalismos que teremos que enfrentar devido à situação que atravessamos”.

Aires Pereira acrescentou que o Marketplace será “um Instrumento para a Póvoa de Varzim e a todos os empresários que quiserem estar neste mercado que não tem limites e que pode ser promovido a qualquer hora”.

Durante o webinar, que reuniu mais de 100 participantes, Joel Barros Fernandes, professor da Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Politécnico do Porto, apresentou o resultado de um inquérito realizado às empresas poveiras, em que o questionário teve como incidência a realidade das mesmas em tempo de pandemia covid-19.

Diferenciação aponta estudo

Do estudo, foram registadas respostas de cerca de 400 empresas, num universo de 2.229, que responderam sobre a manutenção dos negócios e de como têm atuado nesta fase, e também sobre o trabalho de uma migração para o digital, algo que Joel Fernandes destacou como importante dado que “temos que chegar às micro empresas e também aos empresários em nome individual” e deu como exemplo a criação de “uma espécie de cooperativa, em que faz sentido entregar alguma coisa e seguramente com isso nos iremos diferenciar”.