“Cartas demoram semanas a chegar”

564

Elementos do Bloco de Esquerda local concentraram-se, na manhã de sexta-feira, em frente aos CTT da Avenida dos Banhos, Póvoa de Varzim, para exigir que a distribuição postal volte para alçada do Estado.
Miguel Rocha Pereira, deputado do BE/Póvoa na Assembleia Municipal, expôs as reivindicações:

“Antes da privatização – feita pelo Governo PSD – os CTT davam milhões de euros de lucro e o serviço postal era feito. Podia demorar mais um dia ou outro mas chegava a todo o lado e não havia grandes queixas. Desde a privatização, os acionistas desvalorizaram a distribuição em favor de uma licença bancária em que eles estavam a apostar a 100%. Hoje em dia as cartas registadas demoram uma semana a chegar; cartas não registadas…duas semanas”. E deu um exemplo concreto:

“A meio da semana passada recebi no mesmo dia 14 subscritos de correio. Acho isto inadmissível, até porque nos dias anteriores não recebi absolutamente nada. Isto na cidade, agora imaginem no interior…Será que no interior as coisas correm bem?”, deixou no ar.