Comércio e restauração já podem reabrir este fim de semana à tarde e noite

O Governo decidiu antecipar para sábado, 1 de maio, a quarta fase de desconfinamento. Esta sexta-feira termina o estado de emergência e no dia seguinte o país entra em estado de calamidade.

Na noite desta quinta-feira, o primeiro-ministro, António Costa, confirmou que as restrições serão levantadas em diversas atividades e o comércio e restauração podem trabalhar nos seguintes horários:

-Restaurantes, cafés e pastelarias (máximo 6 pessoas no interior ou 10 em esplanadas) até às 22h30, seja durante a semana ou ao fim de semana.

– Todas as lojas de rua e centros comerciais podem abrir portas até às 21 horas durante a semana e 19 horas aos fins-de-semana e feriados.

– Restaurantes, cafés e pastelarias (máx. 6 pessoas ou 10 em esplanadas, por grupo), até às 22h30 horas

– Espetáculos culturais, até às 22h30

– Casamentos e batizados com 50% de lotação.

Dever de confinamento mantém-se no estado de calamidade

António Costa afirmou que todos os portugueses se podem “congratular com a evolução muito positiva que o país conseguiu neste processo de desconfinamento”, mas lembrou que “nada está adquirido para o futuro” e que “é uma luta diária que teremos de continuar a travar” e que “não podemos agora perder aquilo que conquistámos”.

“O desejo que todos temos é que possamos ir prosseguindo sustentadamente, com cautela, este processo de desconfinamento enquanto vai avançando a um ritmo crescente o processo de vacinação”, acrescentou o primeiro-ministro.

O primeiro-ministro reforçou e recordou que apesar de se entrar no estado de calamidade “manter-se-á o dever cívico de confinamento. Todos devemos, na medida do possível, evitar os contactos que não são necessários”.