Confinamento exige adoção de novas rotinas na Póvoa de Varzim

0
1287

Tal como o resto do território nacional, a Póvoa de Varzim encontra-se, atualmente, em confinamento. Nesta região, altamente afetada pelo Covid-19, a população tenta encontrar as melhores rotinas para manter a saúde física e mental. Saiba mais.

Desde que a pandemia do Covid-19 se disseminou pelo mundo, várias estratégias têm sido adotadas para a contenção do vírus e o combate à sua propagação.
A região Norte portuguesa tem sido, como sabemos, uma das mais afetadas, sendo natural que as pessoas procurem, de forma individual, formas de garantirem a sua saúde e a dos seus entes queridos.
Além de procurarem informação sobre os suplementos que ajudam a reforçar o sistema imunitário e entre os quais se encontram alguns mais conhecidos (como a vitamina D ou o ferro) e outros menos comuns, como o óleo de CBD (saiba como é feito e quais os seus benefícios); estas pessoas estão a procurar alternativas de exercício e alimentação que ajudem a garantir a sua saúde global.
A intenção é simples: evitar uma maior saturação do sistema de saúde que, como sabemos, está a atingir novos limites, que impedem uma resposta célere e eficaz perante outras patologias além da pandemia.
Saiba mais sobre a adoção de novas rotinas pela população nacional e também da Póvoa de Varzim.

As novas rotinas do confinamento

O confinamento decretado pelo Governo português no começo de 2021 apanhou muitos portugueses de surpresa, sendo que viram encerrados inúmeros espaços comerciais e serviços dos quais estavam a usufruir.
Além de remeter os portugueses para uma nova fase de teletrabalho obrigatório, as medidas do confinamento fizeram ainda com que outras partes fundamentais da vida se modificassem.
Sem os ginásios e clubes de fitness, por exemplo, os habitantes da Póvoa de Varzim estão a adotar novas formas de exercício, privilegiando o exercício individual ao ar livre ou as aulas virtuais. Muitas destas aulas estão a ser promovidas por personal trainers locais e nacionais ou pelos próprios ginásios, com a finalidade de evitar o sedentarismo durante o tempo de isolamento.
Uma rotina alimentar mais saudável está também a ser promovida, notando-se um aumento no número de espaços de alimentação saudável que oferecem os seus produtos em regime de delivery e de take away.
Por fim, no que respeita à saúde mental dos portugueses, existem cada vez mais profissionais do setor da Psicologia e Psiquiatria a oferecer serviços digitais.

O Covid-19 na Póvoa de Varzim

A Póvoa de Varzim é, na atualidade, a região do distrito do Porto com maior incidência do Coronavírus por cada 100 mil habitantes, contando com 1464 casos ativos, segundo os dados revelados pela Direção Geral da Saúde.
Assim sendo, para os residentes da região, não só se torna fundamental o cumprimento das normas estipuladas pelo Governo como faz sentido a introdução de meios e técnicas que garantam a melhoria da saúde física e mental em período de isolamento.
Entre as recomendações da OMS encontra-se a prática regular de exercício físico em casa ou ao ar livre, numa prática individual; e a adoção de uma alimentação e de uma rotina saudáveis.