Imagens desmentem alegações de ucraniano sobre a PSP

O cidadão ucraniano que disse ter sido agredido e insultado por agentes da PSP foi, na sexta-feira passada, condenado pelo Tribunal de Vila do Conde a uma multa de 450 euros e a seis meses sem carta , por conduzir embriagado.

As imagens de videovigilância que registaram o momento demonstram que o arguido mentiu sobre a detenção, na qual não houve violência.

Valery Polosenko, de 48 anos, foi detido por acusar uma taxa de álcool de 2,56 g/l. As acusações que apresentou de agressão e xenofobia seguem num outro processo.

Notícias Relacionadas