Candidato do PCP à presidência da república reúne com pescadores da Póvoa

Na noite de quarta-feira, o candidato à presidência da república apoiado pelo PCP/CDU, João Ferreira, reuniu com um grupo de pescadores da Póvoa de Varzim. Esta ação de campanha teve como objetivo auscultar as principais preocupações e dificuldades que o setor atravessa.

O eurodeputado sugeriu criar uma empresa pública de dragagens para não ser necessário contratar esse serviço a uma empresa externa de cada vez que é preciso executar operações de desassoreamento.

“Devia haver uma empresa pública dedicada à dragagem. Fazia sentido ter uma empresa pública com capacidade própria para o fazer de norte a sul”, propôs, após ouvir os pescadores defender a existência de dragagens permanentes.

Os homens do mar dizem estar a viver uma situação “insustentável” devido à falta de pescado pela imposição de quotas e à quebra das vendas. João Ferreira ouviu, por isso, as queixas dos armadores e pescadores do cerco, que dizem ter as suas frotas praticamente paradas, estando apenas a sair para o mar as frotas polivalentes.

Segundo João Ferreira, “é evidente que há um problema na pesca muito grande”, sobretudo “pela instabilidade quando se está no ativo”, e o “problema das reformas”, com a agravante de ser uma profissão de desgaste rápido.

O candidato considera que, no mar como em terra, a intervenção do presidente da república “não pode estar à margem das dificuldades do país e das suas gentes”. Pelo contrário, “pode e deve ser contribuição decisiva para a sua superação”. As eleições realizam-se no domingo, dia 24.

Notícias Relacionadas