Obras em escola de Aver-o-Mar sofrem revés

765

Nos assuntos debatidos na reunião do executivo poveiro, terça-feira, o maior destaque foi para a resolução do contrato da empreitada de remodelação e ampliação da Escola EB 2/3 da Aver o Mar, devido a alegados incumprimentos por parte da empresa que ganhou o concurso.

“É a segunda vez, nos últimos 30 anos, que somos obrigados a recorrer a esta figura. A empresa a quem foi adjudicada a obra criou inúmeras dificuldades desde o início, culminando com uma proposta de reequilíbrio do contrato que excedia o preço base. Face a esta má vontade da empresa, fomos obrigados a recorrer a resolução do contrato”, explicou Aires Pereira.

O presidente da Câmara reconheceu que este revés vai atrasar a intervenção “em 4 a 5 meses”. “É uma obra importante para nós, com financiamento, não podíamos continuar nesta indefinição de saber se chegaria ao fim. Já hoje decidimos novo procedimento concursal para o mais rápido possível termos a intervenção em andamento”, disse o presidente da Câmara.