Pescador com 10 toneladas de haxixe no valor de 23 milhões

2291

Já começou em Lisboa o julgamento que envolve o pescador de Vila do Conde de 53 anos João Caetano. É ele e mais 7 arguidos, alegadamente responsáveis por uma rede de tráfico de droga internacional, refere o JN desta quinta-feira.

De acordo com o Ministério Público, João terá recebido 180 mil euros e um barco, para transportar ilegalmente, em quatro viagens, várias toneladas de haxixe entre Marrocos e Líbia.

O caso remonta a 2017, altura em que o vila-condense foi um dos detidos em Marrocos a bordo de uma embarcação com 10 toneladas de haxixe no valor de 23 milhões de euros.

Na sua defesa, o pescador diz que os seus rendimentos foram obtidos de trabalho normal realizado noutros países.