Poveiro acusado de roubar táxi em Hong Kong julgado em maio

1371

O português natural da Póvoa de Varzim detido em Hong Kong por alegada cumplicidade no furto de um táxi, a 17 de março, juntamente com um sul-africano, será julgado em 29 de maio, de acordo com a Agência Lusa. O poveiro, de 28 anos, tem o apoio consular de Portugal a partir de Macau mas deverá continuar sob detenção.

De acordo com a Lusa, os dois suspeitos foram detidos pela polícia de Hong Kong depois de o táxi onde seguiam ter embatido contra outra viatura de aluguer.

Ambos foram acusados, sendo que o português está indiciado de cumplicidade no furto de veículo, ausência de pagamento do frete e fuga do local do acidente com outra viatura.