Poveiro em Engenharia Aeroespacial com a média mais alta

3590

Nas provas de ingresso teve 20 valores e a média final do secundário foi de 19.85. Ninguém entrou no curso de Engenharia Aeroespacial, do Instituto Superior Técnico, com nota superior a essa. De resto, este é o curso com média de entrada mais elevada do país. Chama-se Gonçalo Martins, tem 17 anos e é da Póvoa de Varzim.

Com esta nota, o jovem que frequentou a Eça de Queirós terá oportunidade de ficar numa residência de estudantes, o que lhe permite reduzir muito os custos, principalmente tendo em conta que agora se vai mudar para Lisboa.

O curso tem a duração de 5 anos e, depois disso, Gonçalo gostava de um dia poder trabalhar em Fórmula 1 ou numa empresa de construção de aviões.