Póvoa e V. Conde com plano de controlo de gaivotas

4314

As cidades costeiras da Área Metropolitana do Porto (AMP) vão arrancar com um plano para controlo das gaivotas. Será um projeto que inclui medidas junto de aterros sanitários, bem como a destruição de ovos, de acordo com a Lusa, citada pelo Público.

Os primeiros aderentes a este plano são Póvoa de Varzim, Vila do Conde, Porto, Matosinhos, Espinho e Gaia.

O presidente da AMP, Eduardo Vítor Rodrigues, refere: “As gaivotas são um problema de saúde pública e este plano já tem um caráter urgente porque em causa também está a segurança pública. A proliferação das gaivotas está a atingir proporções enormes. Temos de intervir rapidamente”, avisa, ressalvando: “O plano não inclui nenhuma estratégia de envenenamento”.

O pré-estudo sobre o tema foi entregue à AMP e agora os municípios vão contratar o estudo final e definir a abordagem no terreno.