Problemas logísticos afetam GNR da Póvoa de Varzim

3149

Na edição do JN online deste domingo, é revelado que a GNR da Póvoa de Varzim não pode registar durante 4 dias ocorrências e depoimentos por falta de tinta na impressora.

Os militares informavam as pessoas de que seriam posteriormente contactadas, o que voltou a suceder desde a última sexta-feira, aquando a chegada do torner para o equipamento. Ainda, de acordo com o JN, o Comando Geral da GNR afirmou que a chegada do torner “esteve pendente da disponibilidade de fornecimento da empresa fornecedora, tendo a situação sido já ultrapassada”.

A GNR da Póvoa debate-se ainda com o problema no carro-patrulha, que está parada devido a uma avaria há 2 meses, aguardando disponibilidade financeira para a sua reparação, estando o serviço a ser efetuado numa carrinha de caixa aberta.

Sobre este tema, o Comando Geral disse que a carrinha permite “assegurar o cumprimento das tarefas”, e que “por enquanto, a situação é para continuar”.