Sócios do Varzim aprovam reconstrução do estádio

3395

Os sócios do Varzim aprovaram por uma ampla maioria (110 votos a favor e uma abstenção) a recomendação do Conselho Varzinista para remodelar o estádio do clube junto ao mar.

A obra, que será executada em várias fases e ao longo de um largo período tem um orçamento de 9,2 milhões de euros. A primeira fase prevê que a Câmara Municipal compre os terrenos do clube no Parque da Cidade e com essa verba construa uma moderna bancada, no atual superior, abrindo uma rua paralela a essa infraestrutura.

Com o terreno do campo de treinos, fica salvaguardada alguma capacidade construtiva para que o Varzim possa renovar as restantes bancadas (norte e poente), fechando o estádio e unindo todas as bancadas.

Será ainda construído no Parque da Cidade vários campos de futebol, que no futuro possam ser utilizados pelo Varzim.

Na foto, uma maqueta apresentada do estádio do Varzim após a sua renovação, onde se vê a perspetiva do novo arruamento e a ligação entre todas as bancadas.

 

 

E no local do atual campo de treinos vai sobrar terreno com capacidade construtiva para almofadar os investimentos do clube no clube, nomeadamente a bancada poente. A capacidade de construção foi reafirmada pelo presidente da Câmara, Aires Pereira, que mantém a ideia de ser revisto o Plano E54 que implicava a transferência do estádio para o parque da cidade. Nos noticiários conheça também o que o líder da autarquia entende, nesta matéria, sobre o clube ali ao lado, o Desportivo da Póvoa, que quer edificar segundo as regras definidas nesse palno E54.