Vandalismo em veículos revolta moradores da Sacra Família

3662

Os moradores da rua Sacra Família, cidade da Póvoa de Varzim, estão revoltados com os repetidos episódios de vandalismo sobre carros estacionados. O mais recente foi no fim de semana (foto), num retrovisor que estava recolhido para dentro e que foi aberto de propósito para ser danificado, denunciou o proprietário Rui Gonçalves.

“Deixei o meu carro por volta das 19h15 de sexta, sem que o mesmo estivesse em qualquer transgressão de estacionamento. Na manhã de sábado, pouco antes das 9h, quando ia pegar no carro para me deslocar, deparo-me com o espelho retrovisor direito partido”, contou-nos.

“Tenho o hábito de recolher os espelhos quando estaciono o carro, seja onde for. Por este mesmo motivo, a pessoa que partiu o retrovisor deu-se ao trabalho de o abrir e, dado o estado em que o espelho estava, forçou-o até partir”, denuncia.

“Pouco depois, observei pelo menos mais dois carros no mesmo lado do passeio, com retrovisores também partidos e outros três ou quatro com o espelho retrovisor do lado direito apenas forçado para além da sua abertura normal”.

Os casos acontecem sobretudo na zona entre o cruzamento com a rua da Igreja, no Café Brasil, até ao viaduto sobre a antiga linha de comboio para Famalicão, agora convertida em ciclovia. Rui garante que os atos de vandalismo sobre veículos “são frequentes” e que “é rotineiro” aparecerem pneus furados.

Problemas que já não são só de agora: “Em setembro de 2017 furaram os quatro pneus do carro da minha mãe, numa altura em que ela se encontrava doente e, por isso, não pegou no carro uns três dias”.

Rui Gonçalves diz que os moradores estão revoltados e que já foram feitas várias queixas à polícia, mas até agora “sem resultados práticos”.