Câmara da Póvoa destaca apoios sociais de 800 mil euros durante a pandemia

A Câmara da Póvoa de Varzim revelou, este domingo, que “até hoje” já aplicou 805.570,86 euros “no apoio social direto” no âmbito da pandemia da covid-19 e que “continuará a aumentar na medida da evolução das necessidades da nossa comunidade”. Nos números apontados pelo município já foram registados “2.669 pedidos que abrangeram 4.109 beneficiários”.

No comunicado publicado no site da autarquia e divulgado à população através das redes sociais, a edilidade poveira explica que o dinheiro foi utilizado ao nível dos cabazes alimentares, refeições, habitação, educação e saúde. Os apoios estendem-se também ao nível do tarifário da água e nas linhas de apoio psicológico, social e de vítimas de violência doméstica.

Aires Pereira, presidente de Câmara, lembra que “ainda o COVID-19 se começava a fazer sentir no concelho da Póvoa de Varzim e já referia, a 18 de março, “o que importa são as pessoas, tudo o resto é secundário”.

Para o líder municipal, a “mensagem de força e prudência manteve-se ao longo dos últimos 8 meses, numa postura de coerência por parte do executivo municipal e de entrega de todos os restantes funcionários da autarquia”.

Números das medidas de apoio

Entre os vários apoios da autarquia durante 8 meses, a Câmara da Póvoa refere que a nível geral foram registados 2669 pedidos de apoio, que totalizaram 4109 beneficiários. Ao nível das refeições, a autarquia sublinha que já foram servidas 7.921 refeições, e que do Fundo de Emergência já foi despendido cerca de 148 mil euros, entre serviços de saúde e educação.

No apoio quanto ao tarifário da água, a Câmara da Póvoa explicou que já foram abrangidos 587 agregados familiares e 48 já usufruem de tarifário familiar, num total aproximado aos 80 mil euros “totalmente suportado pelo município”, enumera a edilidade em comunicado.