“Chegar aos 20 anos em plena pandemia mostrou a importância do nosso Centro Hospitalar”

Nem os próprios especialistas médicos poderiam prever no início do ano que o Centro Hospitalar da Póvoa de Varzim-Vila do Conde (CH) viria a assinalar o seu 20º aniversário, a 27 de abril, numa situação local e global de plena crise sanitária provocada pelo novo coronavírus. Em entrevista ao MAIS/Semanário, o presidente do conselho de administração, José Gaspar Pais, revela que a pandemia obrigou a uma “autêntica revolução”, adaptando a estrutura, adquirindo equipamentos, reforçando o pessoal e virando o foco quase em exclusivo para o combate à doença. Desde esta semana que o próprio CH tem condições para realizar testes de despiste nas suas próprias instalações, num máximo de cerca de 20 por dia, mas a verdade é que a retoma “suave” já se vai vislumbrando. Com as camas dedicadas à Covid a serem reduzidas de 39 para 13, o CH prevê durante este mês um regresso à normalidade, ainda que “condicionado”. Quanto às obras de ampliação já há muito anunciadas, o processo sofreu um atraso de três meses, mas o concurso deverá ser lançado já em maio.

Que sentimento tem ao celebrar 20 anos de Centro Hospitalar, em plena pandemia da Covid-19?

Infelizmente, mas compreensivelmente, esta pandemia colocou tudo num plano secundário, atendendo à emergência que esta situação implicou para todos nós. Celebrar 20 anos do Centro Hospitalar (CH) nesta conjuntura tão complicada para as nossas vidas acabou por relevar a importância do nosso CH na região e na rede do SNS e, se algum mérito o Covid-19 teve, foi o de evidenciar os nossos pontos fortes e as nossas fragilidades.

Entrevista completa na edição desta semana. Enquanto decorrer o estado de emergência, pode aceder ao jornal em PDF gratuitamente, enviando o seu e-mail para geral@maissemanario.pt  ou descarregando aqui