Construção da esquadra da PSP em Vila do Conde começa no próximo ano

O Governo autorizou esta quarta-feira um investimento público de 3 milhões de euros para a construção da nova esquadra da PSP em Vila do Conde, através de portaria publicada no Diário da República.

A Secretaria-Geral da Administração Interna será a entidade responsável pela execução financeira da empreitada, agendada para o período de 2021 a 2023, que será feita em colaboração com a Câmara Municipal de Vila do Conde.

De acordo com a portaria, a obra que já tinha sido acordada em julho de 2019, entre a Secretaria-Geral da Administração Interna e Polícia de Segurança Pública, através de um contrato interadministrativo de cooperação com o município vila-condense, mas acabou por não arrancar este ano, como chegou a estar previsto.

“Por vicissitudes várias, em 2020, não haverá lugar a qualquer execução financeira, pelo que importa proceder à reprogramação de encargos plurianuais, para os anos de 2020 a 2023, os quais ultrapassam o valor total da despesa autorizada na portaria suprarreferida, para a execução da empreitada”, pode ler-se no texto publicado, hoje, em Diário da República.

Assim, o investimento para a empreitada foi, agora, reagendado, tendo sido repartido em 2 milhões para 2021 e mais 1 milhão para 2022, acrescendo o IVA em vigor.

Esta nova esquadra da PSP vai ser edificada num terreno cedido pela Câmara Municipal, perto do centro da cidade (na foto), centralizando as várias valências que a PSP tem no concelho, mas também na cidade vizinha da Póvoa de Varzim.

A obra foi anunciada em 2019, qunado o então Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, esteve, em julho, em Vila do Conde para formalizar o contrato estabelecido.

Na altura, Elisa Ferraz referiu que a construção da nova esquadra na cidade “como um momento histórico e um novo ciclo para as gerações vindouras”