Escola Flávio Gonçalves “com salas prontas” no arranque do próximo ano escolar (fotos)

Numa visita realizada esta quarta-feira às obras de requalificação da escola Flávio Gonçalves, o presidente da Câmara, Aires Pereira, afirmou que “a obra está a recuperar o tempo perdido e com base no contrato terminará em novembro. Temos vindo a solicitar e dentro do que é possível, que quando se iniciar o próximo ano letivo, termos a zona das salas, acessos e zonas exteriores prontos para que os alunos possam deixar os contentores e não tenho dúvida que no final do ano temos a obra toda concluída”.

As declarações do autarca aos jornalistas foram após a visita esta quarta-feira à evolução das obras do equipamento, na qual o edil se fez acompanhar por uma comitiva constituída por membros do executivo da Câmara, direção da escola, associação de pais, construtor, arquiteto e equipa de fiscalização.

Aires Pereira, lembrou que a visita de junho do ano passado “foi muito traumática e foi o resultado da primeira empreitada, que chegou a ter 70% de atraso, com falta de profissionalismo e responsabilidade. Hoje saímos com a sensação de que a obra está controlada, tem um caminho definido, nota-se organização e gente a trabalhar, a obra está a recuperar o tempo perdido”.

Apoio da direção e associação de pais. Câmara acionou garantias bancárias

Aires Pereira assegurou que “os estragos que foram provocados pela anterior empreitada, obrigaram-nos aqui a um esforço suplementar, nomeadamente no pavilhão e estamos a fazer praticamente um pavilhão novo e uma vez que foram aqui feitos muitos buracos, não fazia sentido fazer remendos. Vamos fazer arranjos exteriores completamente novos e tudo isso acresceu àquilo que era o valor base e queremos entregar esta escola com o mesmo nível de qualidade que fizemos em Aver-o-Mar”.  

O autarca disse que também “tudo foi possível com o esforço e dedicação da atual e anterior direção da escola, e da Associação de Pais.

Sobre o contencioso com o anterior empreiteiro, o líder da autarquia disse que “os prazos judiciais estão suspensos até segunda-feira. As garantias foram acionadas, mas vão sendo colocados recursos e a nós cabe esperar pacientemente a decisão que vier a ser tomada e quando vier a ser tomada”.

Fotos José Alberto Nogueira