Homem da Póvoa abusa da filha de 6 anos

4275

Já se conhecem mais dados perturbadores sobre o caso do homem de 29 anos, residente na casa da mãe na Póvoa de Varzim, acusado pelo Ministério Público de 7 crimes de abuso sexual de menores.

De acordo com o Correio da Manhã, o arguido recebia naquela casa a visita quinzenal, aos sábados, da filha de 6 anos. Era nessa altura que abusava dela. A menor havia sido abandonada pela mãe aos 4 anos e encontrava-se à guarda da tia porque o pai não tinha trabalho.

O homem, que aguarda julgamento em liberdade, está a ser seguido e medicado no Hospital de Matosinhos porque o próprio diz que pode voltar a atacar:

“Acho que tenho tendência para isto com menores. A mãe da minha filha era mais nova quando engravidou, tinha 16 anos e eu 21. Tenho medo disso. Sem medicação, via mais pornografia que vejo agora”, cita o CM.

O julgamento começa esta terça no Tribunal de Matosinhos.