Idoso arrisca 2 anos de prisão por vender aves na feira da Estela

7080

Um homem de 70 anos foi constituído arguido pelo crime de comércio ilegal de aves, na Póvoa de Varzim.

Numa fiscalização à feira semanal de Estela no domingo, a GNR identificou o homem “por estar a vender 38 aves autóctones das espécies de dom fafe, tentilhões-comuns, lugres e chamarizes”, informa a Guarda.

As aves foram entregues ao Parque Biológico de Vila Nova de Gaia, para exames veterinários e libertação ao seu habitat natural. Foram também apreendidas diversas gaiolas usadas no transporte das mesmas e ainda uma viatura ligeira de mercadorias.

O suspeito, com antecedentes pelo mesmo crime, punível com uma pena de prisão até 2 anos, foi então constituído arguido e os factos remetidos ao Tribunal Judicial de Póvoa de Varzim.