Irmãs exigiam partilha de prémio milionário

1394

O café era propriedade do pai mas estava a ser explorado por uma das três filhas, que um dia jogou no Euromilhões e ganhou 15 milhões de euros. Quando o pai morreu, alguns anos depois, as outras duas irmãs avançaram para Tribunal dizendo que o prémio pertencia a todas elas, pois o café era uma herança do progenitor.

Muito resumidamente, foi isto que se passou em Bagunte, Vila do Conde, em maio de 2007, altura em que o bilhete foi premiado.

Agora, o Tribunal da Relação do Porto decidiu que a vencedora pode ficar com a totalidade do dinheiro. O advogado de uma das queixosas, porém, estuda a possibilidade de recurso para o Supremo.