Maioria rejeita proposta do PSD para destituir Mesa da Assembleia Municipal de Vila do Conde

Numa decisão por voto secreto, 28 deputados votaram contra a proposta do PSD, enquanto 11 foram favoráveis ao requerimento social-democrata, que pretendia a queda da Mesa da Assembleia Municipal de Vila do Conde. A votação foi realizada na manhã deste sábado, no decurso da reunião magna. Nove deputados votaram em branco. O grupo de deputados do PSD é constituído por quatro deputados.

A proposta de destituição apresentado por Luísa Maia, do PSD, colocava em causa a validação e “qualificar o desempenho da mesa da assembleia”. O requerimento tinha como argumento, entre outros, que tem existido “uma reiterada má condução dos trabalhos, a falta de transparência da mesa, como na elaboração de uma das últimas atas”.

Em resposta, Lúcio Ferreira, presidente da Assembleia Municipal, disse que “não fazia sentido o requerimento quando faltam poucos meses para novas eleições autárquicas” como “nos argumentos apresentados não existe nenhum facto grave”, e acrescentou que a acusação do PSD visou “o carácter do presidente da Assembleia”, situação que a deputada do PSD rejeitou.

Desta forma, mantém-se em funções a Mesa da Assembleia Municipal, constituída por Lúcio Ferreira, presidente, Vitor Reis (1º secretário) e Marta Simões (2º secretário).

A votação do requerimento do PSD decorreu durante a manhã deste sábado no Teatro Municipal, na reunião da Assembleia Municipal.

A reunião, com 12 pontos na agenda e intervenções gravadas do público, foi interrompida na hora de almoço, antes de começar a discussão do ponto 9. A sessão continuar na noite da próxima segunda-feira.