Menino de seis anos ferido após picada em praia de Vila do Conde

Um menino de seis anos sofreu este domingo queimaduras depois de ter sido picado por uma caravela-portuguesa (que se parece com uma alforreca), na Prainha situada em Caxinas, Vila do Conde, pelas 12h30.

Segundo o Jornal de Notícias, a criança foi encaminhada para o Hospital de São João pelo INEM com “queimaduras elétricas e químicas”. A mesma fonte refere que o menino deu entrada na unidade de queimados pediátricos, e que se encontra fora de perigo.

A mãe da criança garante que contou o incidente à Polícia Marítima e esta respondeu que tinham enviado uma equipa de mergulhadores ao local e que não encontraram nada, pelo que a praia iria continuar a funcionar normalmente

Segundo a Organização Mundial da Saúde, “no caso de haver contacto com os tentáculos de uma caravela-portuguesa deve-se tentar remover, usando apenas água do mar, todos os pedaços que estejam agarrados à pele, devendo-se procurar assistência médica assim que possível”.

Esta espécie, que flutua à superfície das águas, movida a vento, tem tentáculos que podem atingir os 50 metros de comprimento.