Norte é a região com mais novos casos em dia com 16 mortes por Covid-19

0
395

Portugal regista hoje 16 mortes atribuídas à covid-19, 3.062 novos casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2 e uma nova redução nos internamentos em enfermaria e nas unidades de cuidados intensivos, segundo dados oficiais.

De acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) estão hoje internadas 688 pessoas com covid-19, menos 28 em relação a terça-feira, 144 das quais são doentes graves, internadas nos cuidados intensivos (UCI), menos quatro.

Ainda, no boletim epidemiológico desta quarta-feira verifica-se que a região Norte continua a registar mais novos casos quando comparada com as outras regiões do país. Hoje, há mais 1124 infeções novas. Seguem-se Lisboa e Vale do Tejo (mais 966) Centro (478), Algarve (272), Alentejo (154), Madeira (51) e Açores (17).

Esta quarta-feira, há a lamentar 16 mortes por covid-19: oito homens e oito mulheres. Os óbitos foram registados em Lisboa e Vale do Tejo (sete), Norte (cinco), Algarve (três) e Centro (um).

Em comparação com a quarta-feira passada, 18 de agosto, há uma subida dos novos casos: na semana passada, registaram-se menos 79 infeções novas. O número de mortes, por sua vez, diminui em apenas um – na semana passada, houve 17 óbitos, enquanto hoje houve 16.

Em relação às hospitalizações, em ambas as semanas, houve uma diminuição de doentes em enfermaria, ainda que maior na quarta-feira passada (menos 49), enquanto hoje saíram do hospital 28 doentes. Em relação aos cuidados intensivos, na semana passada, saíram destas unidades cinco doentes graves. Hoje, saíram quatro.

Incidência a subir

A matriz de risco, que regista a taxa de incidência e o índice de transmissibilidade e que, durante alguns meses, serviu de orientação para as medidas de confinamento ao Governo, foi atualizada esta quarta-feira.

Depois de ter descido na segunda-feira, a incidência subiu agora de 310,4 para 312,8 casos de infeção por SARS-CoV-2 por 100 mil habitantes, a nível nacional. Descontando as ilhas, a subida foi de 314,6 para 317,1. O índice de transmissão, o R(t) continua a manter-se em 0,98, tanto a nível nacional como a nível continental.