O ‘novo’ coronavírus já existe há décadas nos morcegos, dizem cientistas

535

O novo coronavírus já circula despercebido há décadas através dos morcegos, segundo um estudo publicado na revista ‘Nature Microbiology’, da autoria de cientistas da Universidade de Pensilvânia, nos Estados Unidos. Segundo esta fonte, os morcegos-ferradura são a origem mais plausível do vírus.

De resto, as possíveis origens da Covid têm estado no centro de muitos debates recentes. As descobertas desta equipa mostram o quão “difícil é identificar o vírus com potencial para causar grandes surtos humanos antes que eles surjam”, mas reforçam que “é necessária uma rede global de sistemas de vigilância de doenças humanas em tempo real”.

Os cientistas fizeram a reconstrução da evolução do vírus traçando o seu histórico de recombinação e concluíram que os pangolins não foram hospedeiros do vírus, admitindo porém que estes mamíferos podem ter desempenhado um papel importante na pandemia, simplesmente transmitindo-a.