«Peregrino de Mim» fecha trilogia poética de Álvaro Maio

318

Esta sexta-feira, dia 29, é lançado o livro de poesia «Peregrino de Mim» da autoria do poveiro Álvaro Maio. Será às 21h30 na biblioteca Diana-Bar. A apresentação da obra caberá a João Ricardo Pateiro, numa cerimónia que vai incluir a leitura de poemas por Aurora Gaia, Isilda Nunes, Carlos Ogando Revez e David Morais Cardoso

«Peregrino de Mim» dá por encerrada a trilogia poética iniciada em 2013, com ‘Fragmentos’, e continuada em 2016 com ‘Mais de Mim’. Livros com textos escritos em várias fases da vida do autor, desde a infância até agora, aos 59 anos.

“É um fechar de ciclo”, explica Álvaro Maio. O peregrino do título simboliza “a caminhada interior” feita pelo autor ao longo da sua vida, e na qual os leitores “se irão rever”. No livro está refletida a “busca espiritual que toda a gente acaba por fazer, por diferentes razões, e que eu aqui passei para o papel”.

Ciclo fechado, outro aberto. Tanto assim é que o ano de 2020 será profícuo em termos de novos trabalhos: romance de estreia e disco de originais, pois Álvaro Maio é também músico e trovador.