Porto terá sido entreposto de drogas duras para a região

429

O Ministério Público deduziu acusação contra cinco arguidos, imputando a quatro deles a prática do crime de tráfico de estupefacientes, e a um o crime de consumo.

Dois dos arguidos, com a colaboração dos outros, venderam regularmente na Póvoa de Varzim (assim como Barcelos, Esposende, Apúlia e Vila Chã) heroína e cocaína adquirida na cidade do Porto. Isto, pelos menos de maio a novembro de 2017.

Processo está a decorrer no tribunal de Famalicão.