Póvoa era epicentro de contrafação online em todo o país

6451

A ASAE, na passada semana, executou 6 mandados de busca (domiciliários, garagens que serviam de armazéns e veículos), em Póvoa de Varzim e Riba d’Ave, no âmbito de uma investigação, que decorreu durante 1 ano, direcionada a páginas online, pelos crimes de Fraude sobre Mercadorias e Venda e Circulação de Artigos Contrafeitos.

Foram apreendidos 12.000 artigos contrafeitos, designadamente calçado, vestuário e acessórios de moda, num valor aproximado de 51 mil euros, e ainda apreendidos 3 computadores portáteis, 1 tablet e documentação diversa relacionada com as transações de mercadoria, tendo sido investigada a venda de artigos falsificados em páginas de facebook comercializados como se fossem genuínos.

As encomendas eram geridas e expedidas via CTT e empresas de logística, para todo o país, a partir de um estabelecimento comercial gerido por um cidadão marroquino, na Póvoa de Varzim, contando com a colaboração de outros indivíduos identificados.

A investigação foi articulada com a PSP.