Primeiro-ministro pede contenção nas esplanadas e sugere às pessoas que tomem café à vez

O primeiro-ministro fez esta semana questão de avisar que a pandemia não passou e pediu contenção às pessoas nas esplanadas. António Costa disse também que é possível que o país tenha várias velocidades no desconfinamento, tendo em conta o risco de transmissão local.

“Apelo a todos mais uma vez para que tenhamos o máximo cuidado e assim evitar que daqui a 15 dias tenhamos de tomar medidas que signifiquem um passo atrás”, alertou o primeiro-ministro na terça-feira, dia seguinte ao início da segunda fase de desconfinamento no país e depois de várias imagens das esplanadas repletas de gente terem sido divulgadas na imprensa. Acerca das esplanadas, foi até mais longe e aconselhou por exemplo que as pessoas reunidas à volta da mesa tomem café à vez, para não estarem em simultâneo sem máscara.

Após uma reunião com os autarcas dos concelhos com maior incidência de covid-19, António Costa disse que será necessário tomar medidas nestes municípios, incluindo o reforço policial e a testagem em massa. “Durante os próximos 15 dias haverá um reforço dos efetivos da GNR ou PSP nos concelhos que têm mais de 120 casos por 100 mil habitantes, tendo em vista reforçar as ações de fiscalização”.

As esplanadas reabriram esta segunda-feira com um máximo de 4 pessoas por mesa ou grupo.