Segunda-feira começa a administração simultânea das vacinas contra a covid-19 e gripe

0
348
Fotografia: José Alberto Nogueira

A Direção Geral de Saúde aprovou a administração das duas vacinas em simultâneo a partir de 18 de outubro, no entanto permite que os utentes possam tomar em separado caso assim o entendam.

A medida visa facilitar a adesão ao processo no âmbito das campanhas de vacinação contra a gripe e contra a covid-19, vacina esta, na sua terceira dose, que será administrada aso cidadãos com mais de 65 anos, começando pelas pessoas mais velhas que estejam em lares e outras instituições do mesmo género.

Este ano, Portugal fez a maior compra de sempre de vacinas da gripe, ao adquirir 3,2 milhões de doses, das quais 2,5 milhões para o sistema público, enquanto 700 mil serão administradas por particulares, nomeadamente as farmácias.

Graça Freitas, Diretora da DGS, explica que “as vacinas da gripe nunca são para todos. É recomendada para a população mais idosa”.

De acordo com a DGS, a “coadministração de outras vacinas é uma prática de vacinação realizada em Portugal e no mundo no âmbito dos Programas Nacionais de Vacinação, que visa otimizar os esquemas vacinais recomendados”.